Diabetes: entenda como o tratamento com Canabidiol pode auxiliar pacientes com a doença

O CBD no tratamento do diabetes

Como o fitocanabinoide pode ajudar no tratamento de complicações do diabetes, que é considerada uma epidemia global.

O diabetes é uma doença metabólica crônica e, segundo a Federação Internacional do Diabetes, afeta cerca de 463 milhões de pessoas no mundo inteiro. Sem tratamento adequado, a doença pode levar a complicações muito severas e por essa razão é considerada uma epidemia mundial e a 9ª maior causa de mortes no planeta.  

Ainda não existe cura para a doença, o monitoramento dos níveis de açúcar no sangue e tratamento com insulina são as principais formas de controlar a doença para conviver com ela mantendo a qualidade de vida. No entanto, pesquisas têm mostrado que o Canabidiol (CBD) também pode contribuir no tratamento de complicações dessa doença. Nesse post você vai entender mais sobre assunto.  

Boa leitura!  


O papel do CBD no tratamento das complicações do diabetes

O que é o diabetes? 

A doença é uma condição de saúde séria e ocorre quando os níveis de glicose (açúcares) no sangue aumentam porque nosso organismo não consegue mais produzir o hormônio insulina ou não responde de forma correta à insulina que é produzida. A insulina ajuda a controlar os níveis de glicose no sangue, sinalizando ao fígado, aos músculos e às células de gordura que elas devem absorver a glicose do sangue. Ou seja, a insulina ajuda a retirar glicose do sangue para ser utilizada como energia. Porém, no diabetes esse sistema é prejudicado.  

São três principais tipos de diabetes: 

  • Diabetes do tipo 1, que é resultado de uma destruição das células do pâncreas que liberam insulina. Dessa forma, ocorre uma falta de produção desse hormônio; 
  • Diabetes do tipo 2, que é caracterizado por uma inabilidade em responder à insulina que é produzida. Ou seja, existe insulina no corpo, mas nosso organismo não consegue utilizá-la; 
  • Diabetes gestacional, que atinge mulheres grávidas e pode levar a complicações tanto para mãe quanto para o bebê.  

Os altos níveis de glicose no sangue, característicos do diabetes, podem levar ao desenvolvimento de alterações vasculares nos tecidos do organismo, e isso gera complicações nos pacientes diabéticos como doenças cardiovasculares, doença nos rins (nefropatia), danos aos olhos (retinopatia) e danos no sistema nervoso (neuropatia). Essas complicações diminuem significativamente a qualidade de vida dos pacientes diabéticos. 

 

O papel do CBD no tratamento das complicações do diabetes 

canabidiol (CBD) já mostrou efeito terapêutico no controle de algumas dessas complicações ocasionadas pelo diabetes. Segundo um estudo publicado pela Current Pharmaceutical Biotechnology, o The Effectiveness of Topical Cannabidiol Oil in Symptomatic Relief of Peripheral Neuropathy of the Lower Extremities, em que foi realizada uma pesquisa com pacientes, na maioria diabéticos, que possuíam neuropatia periférica dolorosa (alteração na função dos nervos periféricos, afetando os pés e mãos). Os resultados mostraram que a aplicação transdérmica de creme contendo óleo de CBD nas áreas afetadas conseguiu produzir uma melhora significativa da dor nestes pacientes.  

Já o estudo Efficacy and Safety of Cannabidiol and Tetrahydrocannabivarin on Glycemic and Lipid Parameters in Patients With Type 2 Diabetes: A Randomized, Double-Blind, Placebo-Controlled, Parallel Group Pilot Study, publicado na Diabetes Care 2016, avaliou pacientes (total de 234 pacientes) com neuropatia diabética e o tratamento com um spray bucal contendo CBD e THC – confira mais sobre o THC no nosso último post – mostrou que esse tratamento reduziu a dor de metade desses pacientes em cerca de 30%, além de melhorar outros parâmetros como a qualidade do sono. 

Com relação ao papel do CBD no diabetes em si, pesquisas indicam que o canabidiol consegue reduzir os níveis de resistina, a proteína responsável por induzir resistência à insulina em pacientes com diabetes do tipo 2 (total de 62 pacientes no estudo A multicentre, open-label, follow-on study to assess the long-term maintenance of effect, tolerance and safety of

 THC/CBD oromucosal spray in the management of neuropathic painpublicado no Journal of Neurology). Esses resultados sugerem um papel importante do CBD no controle de complicações do diabetes. 

 

O CBD e o diabetes infantil  

O CBD e o diabetes infantil

O CBD revelou muitos efeitos promissores para problemas de saúde relacionados ao diabetes, incluindo condições

 inflamatórias que influenciam a produção de insulina. O canabidiol também auxilia na redução da fadiga, diminuição da dor, o que aumenta todo o bem-estar das pessoas com diabetes. Dessa forma o CBD pode ser considerado como um adjuvante no tratamento de crianças com diabetes. 

No entanto, é preciso acompanhamento especializado com médico responsável. Fatores como dosagem e função renal e hepática da criança devem ser muito bem monitorados. É importante lembrar que a automedicação não é recomendada. 

Quer saber mais sobre o uso do CBD no tratamento de outras doenças? Siga a Aura nas redes sociais e acompanhe nossos posts! 

Deixe um comentário

x

Fazer Pedido